Qual a importância de fazer ultrassons durante a gravidez?3 minutos de leitura

por Nove Meses

Descubra quando fazer e o que mostram os ultrassons durante o período de gestação.

Quando descobrem estar grávidas, muitas mulheres pensam logo na possibilidade de fazer um ultrassom para ver como está o seu bebê e até descobrir o sexo da criança. No entanto, apesar de muito importantes, deve-se saber quando fazê-los e por que os ultrassons são fundamentais em cada fase da gravidez.

Como funciona e por que o ultrassom é importante

Para formar as imagens que são projetadas no monitor do médico, o aparelho de ultrassom emite ondas sonoras que, ao entrarem em choque com porções sólidas dentro do organismo, como o bebê em formação, exibem imagens da criança.

Antes 2D, os aparelhos de ultrassom passaram a transmitir imagens em 3D e agora existem até ultrassons em 4 dimensões, que permitem visualizar as feições da criança com relativa nitidez.

Presentes em todas as fases da gravidez de uma mulher, os ultrassons são fundamentais para acompanhar a formação do bebê, seu ritmo de crescimento, a quantidade de líquido presente no útero, o fluxo de sangue mãe-placenta-bebê, o aporte de oxigênio da criança, entre outros pontos importantes.

Com a ajuda do ultrassom também é possível detectar malformações no coração da criança, possíveis descolamentos de placenta e até descobrir precocemente condições como a síndrome de down.

Fases da gravidez e ultrassons necessários

Exame inofensivo para mamãe e para o bebê, o primeiro ultrassom da gestação normalmente é realizado por volta de 5 a 7 semanas de gravidez, ou a partir da 12ª semana, a depender do período em que a mulher descobriu a gravidez e deu início ao pré-natal.

Nesse momento, o ultrassom é indispensável para detectar quantos bebês a gestante está gerando, medir a nuca da criança e detectar problemas de má formação precoce e detectar se a gestação é tópica (dentro do útero) ou ectópica (fora do útero, nas trompas).

Geralmente, gestações ectópicas têm muita pouca chance de se desenvolver. Com 12 semanas, o ultrassom também já mostra os batimentos cardíacos do bebê.

No segundo ultrassom, chamado de ultrassom morfológico do segundo semestre,  o médico ou médica checa o tamanho das mãos e do cérebro do bebê e confere o estômago da criança. Esse ultrassom normalmente é feito entre a 22ª e a 24ª semana de gestação.

Como é possível detectar o sexo do bebê a partir da 14ª semana de gravidez (se a criança estiver em uma posição que facilite a observação), durante o segundo ultrassom muitas mulheres descobrem se estão gestando um menino ou menina.

Por fim, o terceiro ultrassom, que é realizado no terceiro trimestre de gestação, é feito para identificar o peso do bebê, o posicionamento da criança após as 36 semanas, o estado da placenta, a quantidade de líquido amniótico presente no útero e teste chamado de doppler fetal, que determina o fluxo sanguíneo da placenta para o bebê.

Gostou do texto. Continue acompanhando os conteúdos do Nove Meses.

0 Comentário

Você também pode se interessar por:

Envie o seu comentário